Por: Fernanda

O que é e como é feita a biópsia de mama

A mulher precisa visitar o médico ginecologista todos os anos, isso porque ela está mais apta a desenvolver doenças, como de câncer de mama ou de útero, isso acontece por causa dos seus hormônios que são mais sensíveis e que sofrem diversas trocas que acontecem ao longo dos anos.

Para a prevenção de câncer de mama a mulher pode fazer o exame de toque ou a mamografia, mas quando á sinais ainda suspeitos de um câncer o médico pode pedir a biópsia para confirmar se a suspeita é verdadeira ou não.

Há várias formas de fazer este exame, ele pode ser feito através de uma agulha fina, ás vezes guiada por uma ultrassonografia e assim é retirado o líquido do nódulo.

Se este nódulo for sólido será retirado pedaços deste tecido, que será removido e analisado em laboratório. Caso nesta forma o médico continue com dúvidas ou não dê para ver exatamente o que o nódulo significa será feito outro tipo de biópsia.

A biópsia estereotáxica, que é feita por uma agulha mais grossa, porém nesta técnica acontece anestesia local, se o médico preferir ele pode fazer a biópsia cirúrgica, onde muitas vezes neste caso ele acaba removendo todo o nódulo ou parte dele para ser analisado.

Caso o tecido não seja cancerígeno não tem necessidade de tratamento, somente se a mulher desejar. A biópsia permita ver se é câncer ou não e se for positivo permite saber se é benigno ou maligno.

Portando a biópsia nada mais é do que a retirada de pequena parte do tecido da mulher que está sofrendo alterações, para que ele possa ser analisado em laboratório, para verificar se está tudo bem.

O interessante é que você se sinta segura com o médico e confie nele. Tire todas as suas dúvidas sobre o assunto para que você possa ficar tranqüila.



Nenhum Comentário Quero Comentar!

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Comentário

Pesquise!

Cadastre-se!

Compartilhe!