Por: Lucas

Novas regras do FIES 2014

O FIES 2014 irá trazer novas mudanças em relação as possibilidades de financiamento. Confira as novas regras e condições impostas pelo Governo.

O FIES 2014 traz consigo novas mudanças e formatos, visando melhores aprimoramentos nos serviços de qualificação dos alunos.

Como sabemos o FIES é dirigido pelo Ministério da Educação e teve seu início em 1999, com o objetivo de ajudar os alunos na sua graduação, financiando assim curso superior em mais de 1.500 unidades particulares em todo o Brasil.

Milhares de alunos terão a oportunidade de ingressar em uma faculdade e pagar só depois de formado, contudo é preciso estar ciente as novas regras que o FIES 2014 vai trazer consigo, para não haver dúvidas depois.

Novas regras do FIES 2014

FIES 2014

Esse financiamento é dado juntamente ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e está ligado diretamente com o Enem. Assim, todos os alunos que concluírem seus estudos já no segundo semestre de 2013, tendo participado do Enem que ocorre em novembro, podem se inscrever no FIES.

Creio que não mudará muita coisa, pelo fato que até aqui não foi anunciado pelo governo uma nova regra para o FIES 2014. Mas, é bom os alunos começarem a se preparar desde já e também ficarem atentos, por que as mudanças podem ocorrer no fim de 2013.

Novo FIES

Alterações nas regras do FIES 2014

Na realidade não são regras especificas para o FIES 2013, e sim que estão em rigor desde 2010. Segundo as novas regras, as inscrições poderão ser feitas em qualquer período do ano, facilitando para os alunos que pensam antes de se inscrever. Outra coisa são as taxas de juros que foi reduzida para 3,4%ao ano, sem necessidade de um fiador padrão.

Em relação à os métodos de inscrição, agora só poderão se inscrever os alunos que possuem renda familiar de até 20 salário mínimos. Veja as novas regras:

  • Renda de até 10 de salários mínimos, somente se o valor total dessa renda bruta para os cargos educacionais for igual ou superior 60%, assim o aluno pode pedir o financiamento completo de 100%;
  • Renda de até 15 salários mínimos com comprovação entre 40% e 60% para com os cargos educacionais, os alunos poderão pedir até 75% do financiamento;
  • Renda de até 20 salários mínimos comprovação superior a 20% para com os cargos educacionais, pode pedir até 50% do valor da graduação escolhida.

Entenda as novas alterações

Abaixo segue um vídeo explicando mais sobre essas novas regras, eu sei que é bem confuso, mas acho que dá para entender, vale a pena assistir:

Creio que o FIES é sim um ótimo projeto do governo, mas que precisa ser analisado e estudado antes pelos interessados. Recomendo a leitura do artigo Como Funciona do FIES assim você tira outras dúvidas.

Gostou do Artigo ? Dê sua Opinião: Quantas estrelas Merece ? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

Resultado Parcial 1 votos, média: 5,00 estrelas
Loading ... Loading ...


Pesquise!

Novidades

Cadastre-se!

Compartilhe!